Asia

CLEVERSON

CLEVERSON

Africa

Soundslides

Events

Espaço Mulher

BRASIL


Números sorteados neste sábado (14) foram os seguintes: 04, 05, 36, 40, 44 e 56

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 2.059 da Mega-Sena. Os números sorteados neste sábado (14), em São Miguel do Oeste (SC), foram os seguintes: 04, 05, 36, 40, 44 e 56. O prêmio estimado para o próximo sorteio, no dia 18, é de R$ 56 milhões.
Confira o rateio oficial:
Sena - 6 números acertados - Não houve acertador
Quina - 5 números acertados - 77 apostas ganhadoras, R$ 39.904,70
Quadra - 4 números acertados - 5562 apostas ganhadoras, R$ 789,19
QUINA
O concurso 4.724 da Quina também não teve nenhum ganhador neste sábado (14). Os números sorteados foram os seguintes: 14, 17, 30, 48 e 58. O prêmio estimado para o próximo sorteio, no dia 16, é de R$ 1,2 milhão.
Confira o rateio oficial:
Quina - 5 números acertados - Não houve acertador
Quadra - 34 apostas ganhadoras, R$ 9.259,57
Terno - 3 números acertados - 3817 apostas ganhadoras, R$ 124,02
Duque - 2 números acertados - 102477 apostas ganhadoras, R$ 2,54
TIMEMANIA
Nenhum apostador acertou as sete dezenas do concurso 1.205 da Timemania. Os números sorteados neste sábado (14) foram os seguintes: 07, 23, 29, 54, 69, 70 e 75. O time do coração é o Ponte Preta/SP. O prêmio estimado para o próximo sorteio, no dia 17, é de R$ 950 mil.
Confira o rateio oficial:
7 números acertados - Não houve acertador
6 números acertados - 3 apostas ganhadoras, R$ 20.002,95
5 números acertados - 113 apostas ganhadoras, R$ 758,64
4 números acertados - 2021 apostas ganhadoras, R$ 6,00
3 números acertados - 19068 apostas ganhadoras, R$ 2,00
Time do Coração: Ponte Preta/SP - 4083 apostas ganhadoras, R$ 5,00
DUPLA-SENA
Duas apostas vencedoras acertaram as seis dezenas do 1º e 2º sorteio da Dupla-Sena. A aposta do 1º sorteio saiu para Feira de Santana (BA) e levará o prêmio de R$ 1.381.980,39, já a 2ª, de Brasília (DF), vai levar o valor de R$ 49.726,75.
Os números do concurso 1.813 sorteados neste sábado (14) foram os seguintes: 1º sorteio - 03, 14, 18, 23, 43 e 46; 2º sorteio - 05, 09, 12, 27, 34 e 43. O prêmio estimado para o próximo sorteio, no dia 17, é de R$ 120 mil.
Confira o rateio oficial:
Premiação - 1º Sorteio
Sena - 6 números acertados - 1 aposta ganhadora R$ 1.381.980,39
Quina - 5 números acertados - 7 apostas ganhadoras R$ 6.458,02
Quadra - 4 números acertados - 746 apostas ganhadoras R$ 69,25
Terno - 3 números acertados - 14189 apostas ganhadoras R$ 1,82
Premiação - 2º Sorteio
Sena - 6 números acertados - 1 aposta ganhadora R$ 49.726,75
Quina - 5 números acertados - 34 apostas ganhadoras R$ 1.709,47
Quadra - 4 números acertados - 1062 apostas ganhadoras R$ 48,64
Terno - 3 números acertados - 15085 apostas ganhadoras R$ 1,71
FEDERAL
A Caixa divulgou os números do sorteio 5.301, realizado neste sábado (14) em São Miguel do Oeste (SC).
1º bilhete - 64856 - 1.000.000,00
2º bilhete - 00973 - 14.000,00
3º bilhete - 08164 - 12.000,00
4º bilhete - 54997 - 10.000,00
5º bilhete - 47212 - 9.619,00
Por Redação RadioJovem
A Polícia Civil e o Ministério Público de São Paulo deflagraram Operação Echelon, no início da manhã desta quinta-feira (14), contra as ramificações interestaduais da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). São cumpridos 59 mandados de busca e apreensão em 14 Estados, além de 75 prisões preventivas de integrantes da facção.
Segundo as investigações, a cúpula do grupo mantém contato com bandidos em outros estados, atuando no tráfico de armas e drogas. Em São Paulo, a facção tem 10,9 mil integrantes, mas, no restante do país, o número de participantes cresceu seis vezes nos últimos quatro anos. Houve aumento de 3 mil membros para pouco mais de 20 mil em 2018.
Depois de São Paulo, os estados que concentram o maior número de integrantes do PCC são Paraná (2.829), Ceará (2.582) e Minas Gerais (1.432). Este último, sofreu uma série de atentados contra ônibus e ataques contra postos policiais na semana passada. A facção conta ainda com membros em outros cinco países: Bolívia, Colômbia, Guiana, Paraguai e Peru.
De acordo com as investigações, a expansão do PCC culminou na reação de gangues locais, que se aliaram ao Comando Vermelho, iniciando uma guerra que atinge principalmente os estados do Norte e do Nordeste do país.
As investigações tiveram início em junho de 2017, quando o líder máximo da facção, Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, foi mantido isolado pela sexta vez no Regime Disciplinar Diferenciado (RDD) do presídio de Presidente Bernardes, motivo pelo qual Marcola não figura entre os procurados na operação.
Deixe o seu comentário 
Fonte: Agência Brasil Por Redação RadioJovem

Hoje, dia 08 de março, começamos o dia parabenizando aquelas que são o símbolo maior da união de tantos adjetivos, de inumeráveis qualidades. Somos cuidados, amor, dedicação, carinho e simplicidade. E não é só nesta data que merecemos reconhecimento, mas sim Todos os dias da sua vida merecem ser celebrados, mas o de hoje tem um significado ainda mais forte. Você sempre foi meu exemplo, meu ícone, minha heroína. Você representa a verdade, a luta, a força e a beleza de todas as mulheres; de todas as pessoas! Agradecemos a Deus pelos projetos, ações e obras que vêm transformando a vida das mulheres.

 Agradeço por todas as coisas que fez e continua fazendo.  Especial às mulheres, que com muita dedicação e trabalho contribuem para um Brasil e Mundo cada vez melhor.

Desejo a todas que conquistem diariamente os seus espaços e sonhos, pois toda mulher pode chegar onde quiser! Feliz Dia Internacional da Mulher.
Todos os dias da sua vida merecem ser celebrados, mas o de hoje tem um significado ainda mais forte. Você sempre foi meu exemplo, meu ícone, minha heroína. Você representa a verdade, a luta, a força e a beleza de todas as mulheres; de todas as pessoas!

ERI VIEIRA (ERIGESSO)

Por Redação RadioJovem

Um forte clarão chamou a atenção de moradores da orla de Salvador na noite desta terça-feira, 20. A luminosidade, que surgiu no céu por volta das 22h30, deixou muitas pessoas assustadas e diversos relatos se espalharam rapidamente pelas redes sociais.

Veja o vídeo: 


Segundo os internautas, foi possível avistar uma "bola de luz" caindo no mar da região da Pituba. O clarão também teria sido visto em outros bairros da Grande Salvador e cidades do interior, como Feira de Santana e Itaberaba.

Relatos também citam um meteoro, mas ainda não há detalhes sobre o que teria causado o suposto fenômeno.


Fonte: A tarde

Por Redação RadioJovem



Vivemos dias em que o cuidado ambiental se torna mais presente na consciência popular. Projetos de educação ambiental, tanto por iniciativa dos governos quanto por iniciativa da sociedade organizada, ganham cada vez mais espaço na mídia. Levantam-se perguntas, tais como: qual seria a melhor forma de descartar o lixo? 

Que métodos de reciclagem reaproveitam os materiais descartados com mais produtividade e menos agressividade ambiental? O que fazer com a “sucata”?

 No caso desta última indagação, as ideias se multiplicam, a saber: obras de arte feitas desucata, expostas em museus conceituados do mundo inteiro; roupas de grifes famosas, feitas com sucata, exibidas por modelos internacionais durante as “semanas da moda”; projetos de decoração feitos de sucata, assinados por designers e arquitetos de renome; entre outras utilizações que levam as pessoas a se perguntarem: foi “feita de sucata”? 

Apesar de todo esse esforço para tornar nobre o uso conceitual da sucata, subjaz a verdade de que “sucata é sucata” e “sucatear” continua a ter uma conotação negativa, a exemplo desta expressão: “a indústria brasileira está sucateada”.

Como se pode ver, a sucata já está presente em muitos lugares, ambientes e realidades. Mas, será que ela já se encontra dentro das igrejas? Não, eu não me refiro à presença de materiais provenientes de sucata usados nas dependências físicas de uma igreja, tais como prédios, salas e instalações; refiro-me à “sucata do mundo”!

Há algumas décadas, os países que outrora alavancaram as maiores iniciativas missionárias viram surgir, dentro de seus territórios e em diversas denominações evangélicas, um movimento que clamava por “contextualização”. 

O que era um movimento se transformou numa corrente teológica, advogada em vários congressos teológicos mundiais e que pode ser denominada de “Teologia da Contextualização”, com reflexos avassaladores na igreja evangélica brasileira (p. ex., um bloco de carnaval especializado em samba “gospel” que canta e dança pelas ruas do Rio de Janeiro, minha cidade natal, com o intuito de “evangelizar” os foliões! Afinal, como propôs o “reverendo” Maquiavel, “os fins justificam os meios”, embora ele nunca tenha escrito isso na sua famosa obra O Príncipe).

Não há dúvida de que o Senhor Jesus, o apóstolo Paulo e outros servos fiéis souberam se situar dentro dos contextos em que estiveram neste mundo, sem comprometer a “fé e a boa consciência” (1Tm 1.19). Entretanto, a proposta anômala dessa contextualização extremada é a de que a Igreja precisa se tornar como o mundo para ganhar o mundo.

O pastor John F. MacArthur Jr., em seu livro intitulado Com Vergonha do Evangelho, confronta essa sutileza perversa nos seguintes termos:

O conceito de que a Igreja precisa se tornar como o mundo a fim de ganhar o mundo para Cristo alcançou o evangelicalismo como uma tempestade súbita. Hoje em dia, cada atração mundana tem sua imitação “cristã” [...]. De onde os cristãos tiraram a ideia de que poderiam ganhar o mundo ao imitá-lo? Será que existe qualquer resquício de justificativa bíblica para esse tipo de pensamento? Muitos especialistas em Marketing afirmam que existe e já convenceram uma miríade de pastores. Ironicamente, costumam citar o apóstolo Paulo como alguém que defendeu a adaptação do Evangelho ao gosto do auditório. 

Um deles escreveu: “Paulo nos legou aquilo que eu considero a perspectiva mais rica do marketing nas comunicações; o princípio que chamaremos de contextualização (1Co 9.19-23). Paulo... estava disposto a moldar sua comunicação de acordo com as necessidades dos ouvintes, para obter os resultados que desejava”. “O primeiro a utilizar o marketing na igreja foi o apóstolo Paulo”, ecoa outro. Afinal de contas, o apóstolo realmente escreveu: “Fiz-me fraco para com os fracos, com o fim de ganhar os fracos. 

Fiz-me tudo para com todos, com o fim de, por todos os modos, salvar alguns. Tudo faço por causa do evangelho, com o fim de me tornar cooperador com ele” (1Co 9.22-23). Seria isso uma ordem para nos servirmos do pragmatismo no ministério? Estaria o apóstolo sugerindo que a mensagem do evangelho pode ser ajustada para atrair as pessoas, acomodando-se aos apetites que elas têm por certas diversões e agradando seus vícios prediletos?1

Para o pragmático, a prioridade é saber se determinada prática é vantajosa, sem preocupação se tal prática está ou não de acordo com a Bíblia.

É evidente que o apóstolo Paulo, quando disse: “... tudo faço por causa do evangelho...”, não estava sugerindo que a mensagem do Evangelho e a sã doutrina fossem diluídas para satisfazer os desejos mundanos dos descrentes, muito menos as paixões carnais dos crentes. 

Contudo, a sucata do pragmatismo acoplada estrategicamente à sucata mercadológica do marketing se apresentam hoje como a solução para salvar a Igreja do Senhor Jesus dessa “crise” que, segundo pensam, pode levá-la à “extinção”. É como se dissessem: “Acuda, Jesus precisa de ajuda!” Que piada de mal gosto com o Único e “... Soberano Senhor...” (At 4.24; 2Pe 2.1; Ap 6.10).

Esse pragmatismo, sistematizado filosoficamente por Charles Sanders Peirce, William James e John Dewey, se infiltra sutilmente na Igreja com a concepção de que as metodologias que “funcionam” são mais relevantes e viáveis do que as metodologias bíblicas. 

O pragmatismo tem suas raízes no darwinismo e no humanismo. É essencialmente relativista a ponto de descartar qualquer noção que defina absolutos, tais como: certo e errado; bem e mal; verdade e mentira. O pragmatismo define a verdade como aquilo que é útil, significativo e benéfico. 

Para o pragmático (tenha ele o título de: pastor, evangelista, teólogo, diretor de organização missionária, professor de faculdade teológica, autor de livros cristãos, editor cristão, músico cristão, fundador de ONG cristã, político cristão, psicólogo cristão, dramaturgo e coreógrafo cristão, etc.) a prioridade é saber se determinada prática é vantajosa (seja lá por qual critério for), sem a mínima preocupação se tal prática está ou não de acordo com os princípios, modelos e exemplos bíblicos. 

O pragmático começa a desenvolver sua estratégia de “evangelização” com a seguinte pergunta: “Do que os incrédulos gostam?” A partir daí, adapta o conteúdo de sua mensagem e delineia suas iniciativas. Entretanto, dizem eles: “É o que dá resultado!” E continuam a se deliciar com “a igreja cada vez mais cheia de gente vazia!”

Não há como negar que a origem de toda essa sucata é o mundo. A Bíblia categoricamente afirma: “Sabemos que somos de Deus e que o mundo inteiro jaz no Maligno” (1Jo 5.19 – ARA). Nesse texto, a palavra “mundo” (originária do termo grego kosmos) assume sua conotação eticamente má, para se referir à humanidade descrente e alienada de Deus, organizada pelo “príncipe deste mundo” (i.e., o Diabo; o Maligno; cf. Jo 16.11), em oposição a Jesus Cristo, à Sua Palavra e àqueles que pela fé O seguem. 

O verbo “jazer” traduz o termo grego keimai, o qual, dentre outros significados, expressa a ideia de “deitar”, “estar sepultado” ou “encontrar-se sob o cruel domínio de alguém”, no caso, sob o controle de Satanás, o “Maligno”, o “deus desta era” (2Co 4.3-4). 

O apóstolo João, na sua primeira epístola, flagrou, já no final do primeiro século d.C., a penetração sorrateira da mentalidade gnóstica na Igreja e, impelido pelo Espírito Santo, combateu o gnosticismo esotérico que promovia uma falsa espiritualidade, centrada no conceito dualista de que o espírito é integralmente bom e a matéria é integralmente má. 

Esse engodo, mesclado com a Fé Cristã, gerou distorções na convicção de muitos sobre a salvação do ser humano, sobre a Pessoa divino-humana de Jesus Cristo, sobre o procedimento dos crentes, já que a crença gnóstica pregava a necessidade de rigor ascético no trato com o corpo (i.e., a matéria corpórea), mas descompromissava moralmente o indivíduo, sob a justificativa de que o corpo é inerente mau, o que resultou numa espécie de ascetismo pseudocrístão e numa licenciosidade imoralmente mundana. 

Em 1João 2.15-17, o apóstolo escreve: “Não amem o mundo nem o que nele há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Pois tudo o que há no mundo – a cobiça da carne, a cobiça dos olhos e a ostentação dos bens – não provém do Pai, mas do mundo. O mundo e a sua cobiça passam, mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre”. 

Diante do fato de que “o mundo jaz no Maligno” e de que “tudo o que há no mundo [...] não provém do Pai, mas do mundo”, somente alguém realmente mundano conceberia a ideia de que o mundo, no sentido eticamente mau do termo kosmos, pode oferecer meios e recursos que atraiam os descrentes para o verdadeiro Jesus ou que edifiquem os verdadeiros crentes em Cristo. 

Por isso, o apóstolo Paulo alerta: “Tenham cuidado para que ninguém os escravize a filosofias vãs e enganosas, que se fundamentam nas tradições humanas e nos princípios elementares deste mundo, e não em Cristo” (Cl 2.8).

Essa mentalidade do “tem de tudo para todos”, geralmente aplicada a vários segmentos do comércio e do entretenimento, já entrou aplaudida pela porta da frente das igrejas. 


O pastor, pensador e escritor, Aiden Wilson Tozer (1897-1963), num de seus livros, intitulado A Raiz dos Justos, observa, com agudez, o modo pelo qual a Igreja de sua época já tinha se prostrado diante do “grande deus Entretenimento”:

Por séculos a Igreja se manteve solidamente contra toda forma de entretenimento mundano, reconhecendo-o pelo que era – um meio de desperdiçar o tempo, um refúgio contra a perturbadora voz da consciência, um esquema para desviar a atenção da responsabilidade moral. Por isso ela sofreu rotundos abusos por parte dos filhos deste mundo. 

Mas, ultimamente, ela se cansou dos abusos e parou de lutar. Parece ter decidido que, se ela não consegue vencer o grande deus Entretenimento, pode muito bem juntar suas forças às dele e fazer o uso que puder dos poderes dele. Assim, hoje temos o espantoso espetáculo de milhões de dólares derramados sobre o trabalho profano de providenciar entretenimento terreno para os, assim chamados, filhos do Céu. Em muitos lugares, o entretenimento religioso está eliminando rapidamente as coisas sérias de Deus. 

Em nossos dias, muitas igrejas têm se transformado em meros teatros pobres, onde “produtores” de quinta categoria mascateiam suas mercadorias falsificadas com total aprovação de líderes evangélicos conservadores, os quais são capazes de citar um texto das Escrituras Sagradas em defesa de sua delinquência. E raramente alguém ousa levantar a voz contra isso. 2

A evidência da sucata do mundo nas igrejas testemunha contra a soberania de Deus na salvação do homem e na edificação do crente em Cristo.

A evidência da sucata do mundo nas igrejas testemunha contra a soberania de Deus na salvação do homem e na edificação do crente em Cristo; testemunha contra a glória de Jesus Cristo na “igreja de Deus, que ele comprou com o seu próprio sangue” (At 20.28), pois exalta o ser humano e a necessidade humana como o centro de tudo, a fim de justificar a utilização de todo e qualquer meio que produza certa “impressão de bem-estar” (Pv 1.32 – ARA). 

O Senhor Jesus garantiu que Ele mesmo edificará soberanamente Sua Igreja e lhe dará vitória sobre a morte, ao asseverar: “... e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do Hades [i.e., ‘mundo dos mortos, reino da morte, sepultura ou morte’] não poderão vencê-la” (Mt 16.18).

O autêntico Evangelho de Cristo continua a ser “o poder de Deus para a salvação de todo aquele crê” (Rm 1.16) e a Palavra de Deus, a Bíblia, continua a ser “viva e eficaz” (Hb 4.12), “... útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça, para que o homem de Deus seja apto [i.e., ‘maduro, completo’] e plenamente preparado para toda boa obra” (2Tm 3.16-17). 

Para agradar a Cristo, o seu Cabeça, a Igreja não precisa da sucata do pragmatismo, da mercadologia marqueteira, da franchising que “instantaneamente” produz igrejas idênticas em qualquer parte do mundo como se fosse “pipoca de micro-ondas”, do psicologismo terapêutico, do Teísmo Aberto, de uma Teologia da Missão Integral, da espetacularização dos cultos, entre outras “sucatas”.

Sabemos que “ninguém pode colocar outro fundamento além do que já está posto, que é Jesus Cristo” (1Co 3.11), pelo que, um dia, todos nós, crentes em Jesus, prestaremos conta “perante o tribunal [i.e., ‘tribuna’] de Cristo” (2Co 5.10). Portanto, é imprescindível que “cada um veja como edifica” (1Co 3.10 – ARA). 

Jamil Abdalla Filho

Notas:
1) John F. MacArthur Jr., Com Vergonha do Evangelho (Editora Fiel, 2010), p. 100-101.

2) Aiden Wilson Tozer, O Melhor de A. W. Tozer, 3ª ed. (Mundo Cristão, 2007), p. 111.

Phonte: A Chamada

Por Redação RadioJovem
HINODE IMPERIAL: HINODE ID: 10947150 Nome: 
NOSSA CONSULTORA QUELLE DAINA DE FARIAS HINODE NA CIDADE DE SUMARÉ.

Ex-governadores são acusados de arrecadar fundos de maneira indevida para o financiamento de eleições em 2010, 2012, 2014 e 2016

Os ex-governadores Anthony e Rosinha Garotinho foram presos na manhã desta quarta-feira (22) em mais um desdobramento da Operação Chequinho, que já havia levado à cadeia o primeiro por duas vezes. É a primeira vez que a mulher também é detida.
A investigação do Ministério Público Eleitoral do Rio e da Polícia Federal apura os crimes de corrupção, concussão, participação em organização criminosa e falsidade na prestação de contas eleitorais.
O inquérito identificou que a JBS firmou contrato fictício com uma empresa para repassar R$ 3 milhões ao grupo político do casal para uso em campanhas eleitorais.
"Empresários também informaram à PF que o ex governador cobrava propina nas licitações da prefeitura de Campos, exigindo o pagamento para que os contratos fossem honrados pelo poder público daquele município", diz nota da Polícia Federal.
A Secretaria de Administração Penitenciária afirmou, em nota, que o casal será levado para a cadeia pública José Frederico Marques, em Benfica, em que estão presos o ex-governador Sérgio Cabral e os deputados Jorge Picciani e Paulo Melo, todos do PMDB e seus rivais políticos. O trio ocupa celas da galeria C. Garotinho deve ficar na galeria A.
Como a Folha de S.Paulo revelou, a cadeia de Benfica ganhou uma ala feminina em outubro. A prisão é um desdobramento da Operação Chequinho, que apura suposta compra de votos na eleição de Campos, em 2016, por meio do programa social Cheque Cidadão.
Segundo o Ministério Público, o suposto esquema teria dado prejuízo de R$ 11 milhões à prefeitura e pelo menos 18 mil ações de compras de votos teriam sido realizadas. Há suspeita de que vinte vereadores eleitos naquele ano teriam sido beneficiados com votos do esquema.
Anthony Garotinho já havia sido preso em 16 de novembro do ano passado em razão desta investigação -um dia antes da Operação Calicute, que prendeu outro ex-governador, Sérgio Cabral. Foi solto por ordem do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).
Na ocasião, Garotinho provocou tumulto ao tentar resistir a uma transferência de hospital. Ao ser acomodado dentro da ambulância, Garotinho tentou se levantar e teve de ser contido por agentes da Polícia Federal.
Em setembro deste ano, voltou a ser preso sob alegação de usar seu programa de rádio para atacar os responsáveis pela condução de seu processo. Foi solto mais uma vez por ordem do TSE.
OPERAÇÃO CHEQUINHO
Ao ser preso pela primeira vez, em 2016, a Justiça Eleitoral afirmou que o ex-governador tentou coagir duas testemunhas do caso e eliminou documentos públicos que ajudariam na apuração dos supostos crimes.
Segundo as investigações, o esquema mais que dobrou o número de beneficiários do Cheque Cidadão, da Prefeitura de Campos, a partir de junho daquele ano. O objetivo seria usar para fins eleitorais o programa, que destina R$ 200 a famílias pobres.
Os candidatos de Garotinho passaram a comandar a inscrição de novos beneficiários, segundo a promotoria. Desta forma, o número de famílias atendidas pelo programa subiu de cerca de 11 mil antes de junho para cerca de 29 mil em outubro, diz a Justiça.
O Cheque Cidadão de Campos é idêntico ao criado por Garotinho quando esteve a frente do governo estadual. Na época, o programa também foi alvo de suspeitas de uso eleitoral.
De acordo com a promotoria, beneficiários do programa municipal passaram a ser inscritos por indicação de candidatos a vereador sem procedimentos obrigatórios, como avaliação de assistentes sociais. O prejuízo, segundo a Justiça, seria de R$ 45 milhões por ano.
OUTRO LADO
Em nota, a defesa do ex-governador atribui a operação "a mais um capítulo da perseguição que [Garotinho] vem sofrendo desde que denunciou o esquema do governo Cabral na Assembleia Legislativa e as irregularidades praticadas pelo desembargador Luiz Zveiter".
"Garotinho afirma ainda que nem ele e nem nenhum dos acusados cometeu crime algum", diz trecho da nota.
LEIA A ÍNTEGRA DA NOTA DA DEFESA DE GAROTINHO
"Querem calar o garotinho mais uma vezO ex-governador Anthony Garotinho atribui a operação de hoje a mais um capítulo da perseguição que vem sofrendo desde que denunciou o esquema do governo Cabral na Assembleia Legislativa e as irregularidades praticadas pelo desembargador Luiz Zveiter.
O ex-governador afirma que tanto isso é verdade que quem assina o seu pedido de prisão é o juiz Glaucenir de Oliveira, o mesmo que decretou a primeira prisão de Garotinho, no ano passado, logo após ele ter denunciado Zveiter à Procuradoria Geral da República.Garotinho afirma ainda que nem ele nem nenhum dos acusados cometeu crime algum e, conforme disse ontem no seu programa de rádio, foi alertado por um agente penitenciário a respeito de uma reunião entre Sergio Cabral e Jorge Picciani, durante a primeira prisão do deputado em Benfica.
Na ocasião, o presidente da Alerj teria afirmado que iria dar um tiro na cara de Garotinho.Agora, a ordem de prisão do juiz Glaucenir é para que Garotinho vá com sua esposa para Benfica, justamente onde estão os presos da Lava Jato.Cabe frisar que essa a operação à qual Garotinho e Rosinha respondem não tem relação alguma com a Lava Jato." Com informações da Folhapress.
Por Redação RadioJovem

Acidente ocorreu a sudeste de Okinawa, no Japão

De acordo com a informação do portal da Marinha dos Estados Unidos, um avião com 11 pessoas a bordo caiu no oceano a sudeste de Okinawa, no Japão. A tripulação do porta-aviões norte-americano USS Ronald Reagan está realizando operações de busca e resgate no mar das Filipinas, informa o portal da Marinha norte-americana.
A Marinha dos EUA não divulga os nomes dos tripulantes da aeronave nem número de mortos ou sobreviventes, informando que só o fará após a notificação dos familiares.
Sabe-se que a aeronave se dirigia para o porta-aviões USS Reagan, que agora opera no mar das Filipinas. A causa do acidente ainda não foi divulgada.

Por Redação RadioJovem

Governo está estudando a possibilidade de cancelar esse horário. Segundo relatório, a economia não é efetiva porque o pico de energia não é mais a noite, e sim no meio do dia. Se ocorrer, horário de verão começa dia 15 de outubro. A repórter Beatriz Fidelis tem mais informações. 


Por Redação RadioJovem


Duas fotografias que dispensam legenda explicativa

O Brasil viveu nesta sexta-feira mais um dia de esculhambação generalizada por conta da da anarquia levada a efeito pela pelegada do PT e demais partidos nanicos comunistas. E como não poderia deixar de ser tudo terminou em vandalismo, como se viu principalmente em São Paulo onde não faltou ônibus queimados e propriedades privadas e públicas atacadas pelos jagunços de Lula et caterva. 

A maioria absoluta dos cidadãos brasileiros simplesmente ignorou a greve convocada pela pelegada.

Menos o jornalismo partisam da grande mídia. Ou alguém viu na televisão ou leu na grandeimprensa, por parte de jornalistas, alguma censura à baderna comandada pelos asseclas de Lula? Se houve, foi um ponto fora da curva e se pode contar nos dedos. 

Basta dar uma espiada no site da indefectível Folha de S. Paulo, cuja redação é composta de viúvas de Lula e seus sequazes. Até mesmo o palavreado chulo teve lugar numa conhecida coluna escrita pela rainha bundalelê do jornalismo brasileiro.

Mas não foi apenas a Folha de S. Paulo. A grande mídia em sua totalidade continua sendo comparsa da bandalha comunista. Acrescente-se, ainda, a criminosa adesão aos queimadores de pneus por parte de escolas e universidades. Ah! Tem ainda a CNBB, a tal Conferência Nacional dos Bispos do Brasil que - diga-se de passagem - é uma instituição local e à margem do Vaticano. 

Não é uma organização Oficial da Igreja Católica. Aliás, de católica essa CNBB não tem absolutamente nada. Sabe-se inclusive que esses bispos vermelhos interferiram em favor da greve forçando o fechamento das escolas de credo católico.

Mas insisto que toda essa esculhambação que se abate sobre o Brasil e os brasileiros que veio à tona com a descoberta do petrolão, a mega roubalheira perpetrada pela canalha comunista com a cumplicidade criminosa de mega empresários, só foi possível com o beneplácito da grande mídia e seu jornalismo esquerdista, militante e bundalelê.

A 'desinformação', por tanto, há décadas, tomou o lugar da 'informação' e com isso possibilitou a tomada do poder no Brasil e em toda a América Latina pela canalha comunista. E já disse inúmeras vezes aqui neste blog que o vocábulo "comunista" simplesmente foi expurgado de qualquer texto da grande mídia de forma a fazer crer que o comunismo acabou. Mas tem mais no que segue abaixo:


Desintegração da família

O que se viu nesta sexta-feira aqui no Brasil foi o velho e surrado esquema de agitação comunista levado a efeito pela turba de psicopatas esquerdistas.

Embala todas essas iniquidades uma permanente lavagem cerebral de forma a anular todos os valores morais e éticos que deram vida à civilização ocidental. A coisa chegou a um ponto tal que o tradicional Dia das Mães que se comemora no segundo domingo do mês de maio próximo já é objeto de sutil ataque em decoração de vitrines de lojas de marcas internacionais.

Iguais ou até piores que os jornalistas são os publicitários. Normalmente tipos completamente imbecis e delirantes e os primeiros a aderir ao esquema de demolição da civilização ocidental. Tanto é que que no lugar da homenagem às mães certos publicitários já evocam um sucedâneo, ou seja, a "mulher empoderada" andrógena, hipster, cheia de tatuagens e piercings.

Trata-se de uma estupidez incrível mas que obedece a um esquema global de destruição dos valores que deram vida à Civilização Ocidental. E isso não está apenas nas vitrines de lojas, mas em toda a grande mídia. Trata-se de a aplicação metódica do desmanche a família composta pelo pai, a mãe, os filhos.

É por meio dessa engenharia social que vai sendo reunido um batalhão de psicopatas destinado a esgarçar ao máximo o tecido social de forma a fornecer a mão-de-obra para rebeliões sem qualquer motivo como essa que seviciou o povo brasileiro nesta sexta-feira véspera do feriadão.

Aliás, a violência que impera no mundo ocidental e aqui mesmo no Brasil é fruto direto do que acabei de resumir nestas linhas. E, se os homens e mulheres de bem que prezam a paz, a segurança e, sobretudo, a família verdadeira composta de pai, mãe e filhos não se levantarem contra todas essas iniquidades teremos, mais depressa do que se imagina, o inferno na Terra.


Por Redação RadioJovem

085

Por Paulo Eneas


O Senado aprovou no início dessa noite de terça-feira a chamada nova Lei de Migração. A lei foi aprovada por 44 votos a favor e apenas 4 contra, com uma abstenção.

A lei é de autoria do senador tucano comunista Aloysio Nunes e foi elaborada a partir do lobby realizado por ONGs nacionais e estrangeiras junto aos políticos e junto aos vários órgãos do estado brasileiro aparelhados pela esquerda. Os princípios que regem a lei foram ditados pela ONU e pelas suas agências.

Caso a lei venha a ser sancionada pelo presidente Michel Temer, significará que a condição de ser cidadão brasileiro, nascido ou naturalizado, passa a ser irrelevante para todos os fins queinteressam, bem como para o exercício de determinados direitos. A lei também impõe severas restrições ao trabalho da Polícia Federal e do policiamento de fronteiras para o controle de entrada de estrangeiros no país.

Com a nova lei, o Brasil passará a ser o destino preferencial de todos os tipos de criminosos, terroristas e traficantes, uma vez que a lei cerceia e dificulta o trabalho da polícia federal para esse tipo de controle. A lei também torna virtualmente impossível extraditar qualquer estrangeiro que esteja no país, mesmo que tenha cometido crimes.

Uma das consequências dessa lei será a de que em curto prazo o governo poderá, por meio de medida administrativa, retirar da Polícia Federal a atribuição que ela detém hoje de controlar a entrada de estrangeiros no país. Essa atribuição ficará a cargo de uma nova Autoridade Migratória, a ser constituída com a participação de representantes de ONGs e demais grupos lobistas globalistas que na prática irão passar a controlar a entrada de estrangeiros no país.

O espírito da lei foi explicitado na fala de uma senadora petista durante a votação, que afirmou que a visão a ser adotada com a nova lei é a de que uma pessoa de outra nacionalidade que esteja em território nacional não seja mais vista como estrangeiro, mas como cidadão detentor de plenos direitos. Em outras palavras, ser cidadão brasileiro nato ou naturalizado no Brasil passa a ser absolutamente irrelevante.

A aprovação dessa lei é uma das mais relevantes e robustas vitórias das correntes políticas de esquerda e globalistas que há anos atuam no sentido de atentar contra os interesses do país, contra nossa soberania e nosso território, e contra a cidadania dos brasileiros.

 A aprovação da nova lei mostrou também o quanto petistas e tucanos estão irmanados na defesa de uma agenda ideológica comum de natureza socialista: as defesas mais enfáticas do projeto de lei foram feitas pelos tucanos, aplaudidos por petistas.

Cabe agora aos ativistas e grupos organizados da sociedade dar início a uma articulação mais ampla que envolva ativismo digital, mobilizações de rua, esclarecimento da população e outras ações no sentido de pressionar o presidente Michel Temer para vetar esse projeto.

Cumpre perguntar a Temer se ele quer entrar para a história como o presidente que sancionou uma lei que decretou a extinção da soberania e da cidadania brasileiras.

No vídeo abaixo encontra-se a gravação da transmissão ao vivo feita na segunda-feira pelo editor do Crítica Nacional falando a respeito da Lei de Imigração.

Assista:
Poderá também gostar de

Por Redação RadioJovem



STF deu 5 dias para Temer e Congresso se posicionarem sobre assunto


O PSOL, partido de Luciana Genro e Jean Wyllys, continua tentando impor sua agenda liberal e entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para descriminalizar aborto até 12ª semana. 

Relatora da ação ajuizada pelos socialistas, a ministra Rosa Weber, determinou nesta segunda-feira (27), que o presidente Michel Temer, o Senado Federal e a Câmara dos Deputados se posicionem sobre o caso. O prazo dado por ela é de cinco dias.

De acordo com o Estadão, Weber pediu também que a ministra-chefe da Advocacia-Geral da União, Grace Mendonça, e o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviem pareceres sobre a ação.

Em sua decisão, escreveu: “Considerando, portanto, a pretensão liminar deduzida, requisitem-se informações prévias, nos termos do que prescreve o art. 5º, § 2º, da Lei nº 9.882/1999, ao presidente da República, ao Senado Federal e à Câmara dos Deputados. Após, dê-se vista ao advogada-geral da União e ao procurador-geral da República”.

O argumento do PSOL é que a criminalização do aborto afetaria “desproporcionalmente” mulheres negras e indígenas, pobres, de baixa escolaridade e que vivem distante de centros urbanos. 

O partido argumenta que “onde os métodos para a realização de um aborto são mais inseguros do que aqueles utilizados por mulheres com maior acesso à informação e poder econômico, resultando em uma grave afronta ao princípio da não discriminação”.


O desejo do PSOL é que sejam suspensas prisões em flagrante, inquéritos policiais e andamento de processos baseados nos artigos 124 e 126 do Código Penal, que pune quem aborta com um a três anos de detenção. Se o aborto for provocado por terceiros, com o consentimento da gestante, a pena sobe para quatro anos.

Até o momento a bancada evangélica, que sempre se manifestou contrária ao tema, não emitiu nota nem se manifestou oficialmente.

Precedente legal

Em novembro do ano passado, a 1ª Turma do STF criou um precedente legal para a descriminalização do aborto durante o primeiro trimestre de gestação. Ao julgar um caso, que envolvia funcionários e médicos de uma clínica clandestina no Rio de Janeiro, os livrou da prisão preventiva. Com isso, passou a servir como base para decisões de juízes de outras instâncias pelo País.


Naquele julgamento, além de Rosa Weber, mostraram-se favoráveis à legalização do aborto nos três primeiros meses de gravidez os ministros Luís Roberto Barroso e Edson Fachin.

Além disso, tramita no STF uma ação que pede a descriminalização do aborto no caso de grávidas infectadas pelo vírus da zika. Esse processo está a cargo da presidente do STF, ministra Cármen Lúcia.

Phonte: Gospel Prime

Por Redação RadioJovem


Resultado de imagem para goleiro bruno stf

Até agora fico imaginando como é que aqueles que dizem que Bolsonaro cometeu “incitação ao estupro” (quando sabem que isto nunca aconteceu) conseguem olhar no espelho? Isso quando não falamos dos psicopatas, é claro.

Na verdade, quem deveria estar na cadeia é Maria do Rosario, por ter chamado Bolsonaro de estuprador. O que ela fez tem um nome: falsa comunicação de crime. Já Bolsonaro, ao dizer que “Maria do Rosário não merece ser estuprada”, apenas fez uma piada para chamar a oponente de feia. Nenhum crime aqui.

A grande imoralidade do STF está em manter o julgamento, que deveria ser arquivado com um pedido de desculpas (preferencialmente, de joelhos) a Jair Bolsonaro.

Enquanto isso, o goleiro Bruno matou sua amante e recentemente adquiriu o direito de responder em liberdade. Claramente temos um duplo padrão aqui, ajudando a colocar mais uma pá de cal na reputação pífia do STF.

Phonte: Ceticismo Político
Por Redação RadioJovem

Iniciativa privada vai assumir aeroportos de Florianópolis, Salvador, Porto Alegre e Fortaleza.

O leilão dos aeroportos de Fortaleza (CE), Salvador (BA), Florianópolis (SC) e Porto Alegre (RS) garantiu ao governo uma arrecadação de R$ 3,72 bilhões em todo o período da concessão, cerca de 23% acima do valor esperado pelo governo de R$ 3,014 bilhões. O ágio está bem abaixo dos valores praticados nas primeiras rodadas de concessão de aeroportos.
Os lances mínimos foram fixados com base em 25% do valor da outorga e esses valores terão que ser pagos no momento da assinatura do contrato. O governo garantiu uma arrecadação para esta etapa no valor de R$ 1,46 bilhão, o que representa um ágio de quase 100% sobre o mínimo estabelecido pelo edital (R$ 753 milhões).
Confira os vencedores:
  • Fortaleza: Fraport AG Frankfurt Airport Services (alemã).
  • Salvador: Vinci Airports (francesa)
  • Florianópolis: Zurich International Airport AG (suíça)
  • Porto Alegre: Fraport AG Frankfurt Airport Services (alemã)
Com apenas três grupos participantes, a concorrência foi menor do que nas rodadas anteriores. No leilão dos aeroportos de Galeão e Confins, 5 consórcios participaram da disputa. Já no leilão de Guarulhos, Brasília e Campinas, foram 11 concorrentes.
Mesmo assim, o pregão viva-voz foi marcado por disputas entre os grupos interessados. O consórcio alemão liderado pela Fraport foi o grande vencedor do leilão ao levar os aeroportos de Fortaleza e Porto Alegre.
O leilão foi tratado pelo mercado como primeiro grande teste de atratividade do programa de concessões na área de infraestrutura do governo Michel Temer. A estimativa é que os quatro aeroportos juntos gerem R$ 6,613 bilhões em investimentos ao longo do período de concessão.
Pelas regras do leilão, os vencedores terão de desembolsar no momento da assinatura dos contratos 25% do valor da outorga, mais o ágio (diferença entre o preço mínimo e lance final). O restante será dividido em pagamentos anuais.
Para tornar as concessões mais atrativas, o governo decidiu tirar a exigência da participação da Infraero nos consórcios (a estatal é sócia em 5 aeroportos concedidos com 49% de participação) e de pagamento de outorga nos 5 primeiros anos de concessão.

Estrangeiros levaram novas concessões

Zürich
A Flughafen Zürich AG arrematou o aeroporto de Florianópolis. A empresa administra o maior aeroporto da Suíça, em Zurique e registra circulação de 25 milhões de passageiros por ano, com quase 270 mil voos ao ano e 400 mil toneladas de carga transportada. Em 2012, disputou com o grupo CCR a concessão dos aeroportos de Guarulhos, Viracopos e Brasília, mas não levou nenhum projeto.
Em 2013, o aeroporto de Confins foi arrematado por um consórcioformado pelas empresas Companhia de Participações em Concessões CPC, que é controlada pela CCR (75%), Zurich Airport International AG (24%) e Munich Airport International Beteiligungs GMBH (1%).
Fraport
A operadora alemã Fraport venceu a disputa pelos aeroportos de Fortaleza e Porto Alegre. Ela administra aeroportos em todos os continentes: cinco na Europa, sendo o de Franfkurt, um dos mais modernos do mundo, um deles - cinco na Ásia , dois na África e um na América Latina e registra um tráfego anual de mais de 99 milhões de passageiros.
Em 2013, disse que considerava adquirir participações em diversos aeroportos, inclusive terminais no Brasil, mas não conseguiu arrematar a concessão de nenhum aeroporto brasileiro no leilão feito no final daquele ano.
Vinci
Um dos maiores grupos de construção e concessões da Europa, o francês Vinci foi o vencedor do leilão do aeroporto de Salvador. Ele vem buscando oportunidades para crescer em concessões de aeroportos no Brasil e na Indonésia.
A companhia, que opera atualmente 35 aeroportos no mundo, também está de olho em oportunidades na Indonésia e na Índia, onde vai enviar nas próximas semanas uma oferta para a construção de novo aeroporto de Mumbai.
A Vinci tem avançado em concessões de mercados de expansão mais acelerada e mais lucrativos, como aeroportos e rodovias fora da França, bem como em acordos de engenharia em energia, como forma de responder à fraqueza do mercado doméstico.

galery