Asia

CLEVERSON

CLEVERSON

Africa

Soundslides

Events

Espaço Mulher

TECH INOVAÇÃO

Ao clicar no link, o usuário é direcionado para uma página falsa, que apresenta um número fictício de quantidade de pacotes grátis disponíveis para a escolha

Astartup de segurança PSafe alertou na sexta-feira (27) para um novo golpe via WhatsApp.
Um anúncio oferece até 20 GB de internet gratuita por até 60 dias para usuários de qualquer operadora de telefonia móvel no Brasil.
Ao clicar no link, o usuário é direcionado para uma página falsa, que apresenta um número fictício de quantidade de pacotes grátis disponíveis para a escolha.
O site faz perguntas como "Quantos dias de internet gratuita você deseja ativar?" e "Quantos GB você gostaria de receber de sua operadora?".
Ao finalizar o questionário, a pessoa é informada de que precisa compartilhar o conteúdo com três amigos e grupos de WhatsApp.
Depois, uma página aparece no celular da vítima e informa supostos problemas no celular. Para resolvê-los, a pessoa precisa baixar aplicativos, que são maliciosos e instalam vírus nos dispositivos.
Pouco antes da Copa, um golpe semelhante prometia uma camisa gratuita da seleção. Também disseminada pelo WhatsApp, a fraude consistia em induzir as vítimas ao compartilhamento de um link no aplicativo mensageiro.
Segundo alerta da Kaspersky Lab na época, o golpe era diferente para Android e iOS.
No sistema do Google, surgia uma página falsa afirmando que o celular estava infectado por vírus e que, por isso, era preciso instalar um aplicativo.
Essa prática é conhecida por phishing e tenta lançar uma isca a internautas desavisados.
O WhatsApp é um aplicativo bastante mirado pelo cibercrime porque os usuários espalham vírus com facilidade ao compartilhar mensagens e porque é muito popular no país.
Para testar a veracidade da página, a PSafe sugere que os usuários testem o link no site do dfmdr lab (https://www.psafe.com/dfndr-lab/pt-br), laboratório da empresa especializado em cibersegurança, que detecta endereços eletrônicos maliciosos.
A dica primária é não clicar em promoções fáceis do WhatsApp e desconfiar de alertas de segurança que exigem o download de programas no celular.
Por Redação RadioJovem

No entanto, não poderá ser utilizada pelo usuário comum

Quem tem o Facebook e, mais precisamente, o Messenger, sabe que já é possível ter acesso à realidade aumentada no chat de conversas.
Porém, segundo o site especializado The Verge, a opção vai chegar também ao feed dos usuários, através de campanhas de marketing.
Marcas como Michael Kors, Sephora, Bobbi Brown, King ou Wayfair já aderiram à fase de testes do Facebook, o que vai permitir aos usuários da rede social que seguem estas marcas terem a oportunidade de ‘experimentar’ um produto, obtendo uma sensação mais real.
O The Verge lembra ainda que a empresa de Mark Zuckerberg comprou, há dois anos, o aplicativo de filtros de realidade aumentada MAQRD, com a qual investiu nos filtros da câmera do Facebook e do Instagram.

Por Redação RadioJovem

Esqueceu de usar a aba anônima algum dia? Veja como apagar os dados do computador

Navegar na internet é deixar um rastro de tudo o que foi feito. Por isso, o tutorial abaixo pode ser útil para quem quer apagar o histórico do Chrome -um dos navegadores mais usados- de um determinado período. 
Ao fazer isso, você pode escolher os dados de quais datas serão deletados, deixando os demais intactos. Ideal para quem esqueceu de usar a aba anônima algum dia. 
Veja o passo a passo feito pelo TechTudo: 
  1. Na parte de cima do navegador, clique nos três pontos (localizados no canto direito da tela). Entre em "Histórico". 
  2.  Selecione, na lateral esquerda, a opção "Limpar dados de navegação".
  3. Vai aparecer uma sessão que pergunta o "Intervalo de tempo". Selecione o mais indicado para você e depois clique em "Limpar dados".
Pronto! Os dados serão todos deletados. Por Redação RadioJovem

galery